Fotografia, Suzana Guimarães

quarta-feira, 14 de junho de 2017


Pareço flutuar nos dias mais comuns da minha vida. Pareço caminhar na mentira, tamanha é a beleza. Quisera eu ter partido antes. Deveria ter ido, deveria ter me concentrado mais.

Eu passava na porta do jardim todos os dias, mas não adianta o jardim e nem a porta quando estamos cansados e transtornados. Transtornos nos tiram a visão que já é pouca...

Mas o jardim esperou por mim. Claro, não arredou um pé, jardins nos fazem flutuar, mas eles não caminham. Eu tive que fazer o que cabia a mim, andar.​




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.