Fotografia, Suzana Guimarães

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015



Cruzes! Já levei pesada na cara (chute de baixo para cima), soco no nariz, chute nas laterais das coxas...esses são os inesquecíveis..., esclarecendo a quem não sabe, luto jiu jitsu -, já desjuntei meus dedos e já caí errado e soquei minha coluna no chão. Fatos inevitáveis. Acontece e você acostuma. Contudo, dói muito mais o soco moral, o murro que você não está esperando e que nem o toca, vem em forma de palavras, palavras essas inúteis, que não são destiladas com a intenção de ajudar, acordar ou somar. Palavras usadas somente para suprir buracos que terceiros fizeram. Palavras usadas também para tentar matar os sentimentos de frustração e de remorso que o outro não sabe mais como carregá-los.

Eu disse que gostava de diários?

Dezembro, 25.
Nos últimos meses: eu dei a corda e você a usou. Sinto muito. Saí impune. A vida é um jogo e eu sou filha de jogador de pôquer. Aprendi na transmissão do sangue. Um viva a nós! Obrigada por ter se sentado à mesa.

Dezembro, 2015

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015


Acabo de saber que, além de não podermos mais velar nossos mortos por causa dos assaltos durante as madrugadas (isso, eu soube em 2013), agora, não podemos mais andar de dois em motos, após determinada hora; e, também, não há mais missa do galo em muitas igrejas. Ou seja, quem está livre é o bandido.

GRAÇAS A DEUS, eu deixei o Brasil.



Dezembro, 24

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015



A minha mãe disse-me que sou criança de colégio que fica jogando bolinha de papel nos colegas... 

pro-vo-can-do.


Conheço pessoas que esperam o parceiro perfeito, a formatura, o emprego, o dinheiro, a casa quitada, esperam tudo! O filho chegará apenas quando "n" fatores estiverem enfileirados, por tamanho, prioridade e sei não mais quantas desculpas. Para quê? Amanhã, estaremos todos mortos!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

No salão de beleza que frequento há um ano e um mês há vários profissionais. Hoje, descubro que o cabeleireiro mais simpático, simples, presente e agradável é justamente o dono do estabelecimento. Oras! Ah, dá para entender porque o salão está aberto desde a década de 1980...

A atendente do outro lado da linha telefônica diz que a encomenda que eu estava devolvendo, por estar errada, seria recolhida por alguém da empresa x no dia seguinte. Respondo que não haveria ninguém em casa. Ela então diz, "Deixa o pacote em cima do muro que o rapaz pega".

Sobre coisas boas de se comentar.

SACROSANCT

(by Suzana Guimarães)

Prepotência e autoritarismo não combinam com amizade. Amizade é sinônimo de gostar. Você sabe o que é isso? Não aceito condições quando falo de coisas do bem gostar. Não aceito, nunca, ser feita de bode expiatório, por amor algum deste mundo. 


Recomendo: divã de analista.

Novembro que se foi, graças a Deus.

Regras estúpidas existem somente para serem quebradas.

(arquivo pessoal de Suzana Guimarães)