Suzana Guimarães Lily, by LRGM

domingo, 8 de março de 2015


Nenhuma tristeza consegue ser artificial, alegria, sim.


Sobre a moça da fotografia.

quarta-feira, 4 de março de 2015

Estou com sensibilidade auditiva. Que tudo seja bem pouco. Estou atraída mais ainda pelo pouco. Pouco som, poucos atos, pouca vontade. Cansei-me do tudo, do muito, do absurdo. Ainda sinto na pele a última viagem que fiz. Pareço a sucuri que engoliu a viagem, no meu caso, sim, ela, a viagem. Continuo lá, naquelas estradas, naquela cidade. Nunca algo foi assim tão forte em mim. Talvez por isso eu não queira mais nada. Quero continuar digerindo o que vivi. Se perco meu tempo, se a vida se esvai... o que é que o mundo tem a ver com isso?
Março, 4

segunda-feira, 2 de março de 2015