Fotografia, Suzana Guimarães

segunda-feira, 19 de junho de 2017


A gente sente, senta e escreve; depois, passa; graças a Deus, eu não poderia sentir o tempo todo. Daí, penso em frivolidades e até as sinto. Sentir é meio que mania. Se não sentir, caço um jeito de recomeçar...