Fotografia, Suzana Guimarães

quinta-feira, 1 de junho de 2017


Eu sempre fui uma pessoa dura, às vezes doce, mas dura, feito a rapadura - um desenho comestível de mim. Meta os dentes sem atenção ou permissão e sentirá o impacto, sério, dura de nascença. Porém, quando vejo certos rostos e viajo neles e no tempo sinto o corpo todo por dentro desmanchando. Chego a escorrer pelo vão que há entre a minha história e esse resultado que sou, mais duro a cada dia.

Junho, 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.