Fotografia, Suzana Guimarães

sábado, 14 de setembro de 2013

Eu disse que gostava de diários?

Estou em um péssimo ponto, entre aqui e lá, aguardando. E essa espera mata a alma porque eu gostaria de não estar esperando.
 
Estou sem saber muito bem onde estou, se é que estou, se é que sou.
 
Estou perdendo meus registros, parte da minha biografia se esvai, escapa pelos meus dedos e a única coisa que posso fazer é deixar essa areia caminhada deslizar. E espero.
 
Espero reencontrar-me depois que essa maldade passar, depois que essa tempestade eterna cravar-se em mim, no oculto da célula, lá, onde eu comecei.  
 
Nem certa é a certeza de que tudo passa, pois apenas se distancia, distancia, tanto, mas tanto, que um dia, você também se vê, grão de areia de chão que se foi.
 
 
Setembro, 14

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.