Fotografia, Suzana Guimarães

segunda-feira, 22 de maio de 2017


Continuo sentindo saudade do que não tive. Impossível me livrar do que nunca aconteceu. Doloroso desejar o que não existe. A vida é bonita quando estou na rede e ela balança e vejo o contraste do verde no azul e do vermelho que se veste de rosa e morre. Há um som constante de pássaros. Eu não sabia que eles cantavam à noite, jurava que eram sempre silenciosos ao escurecer. A vida é bonita assim, sem pessoas morando em cima da minha cabeça. Hoje, eu tenho apenas o céu e sou feliz. Não fecho cortinas. Acordo com as manhãs e sou feliz. Sentir falta do desconhecido é o chá da tarde em minha vida. Eu não gosto de chás.

Você poderia desviar de mim seu toque... invisível, mas que insiste.

Maio, 22

2 comentários:

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.