Fotografia, Suzana Guimarães

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Nos últimos meses: eu dei a corda e você a usou. Sinto muito. Saí impune. A vida é um jogo e eu sou filha de jogador de pôquer. Aprendi na transmissão do sangue. Um viva a nós! Obrigada por ter se sentado à mesa.

Dezembro, 2015

Um comentário:

  1. Eu não sei jogar, entretanto, sei dar a corda devida.

    Suzana Guimarães.

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.