Fotografia, Suzana Guimarães

terça-feira, 26 de julho de 2016


Dois advogados conversando é algo hilário, se não fosse trágico. Ou, triste. Ainda mais se forem pessoas inteligentes. Não há palavras de baixo calão, mas os recados são dados, e, diga-se bem dados, lavados e enxugados.

Eu só tenho pena dos cegos que sabem enxergar, mas não querem... Certas unanimidades não são burras.

Eu disse que gostava de diários?


Julho, 26