Fotografia, Suzana Guimarães

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Sobre crise


Aprecio a crise. Sem ela, tudo é festa. Tudo está ótimo e as pessoas são afáveis e sorridentes. Todos iguais, feito soldadinhos na fila. Aprecio a crise porque é ela quem faz a desordem e retira as máscaras; mostra a verdade. Gosto dela, apenas dela. As reações humanas que irão compor esse momento são óbvias demais. Nada contra o óbvio, mas dar de cara com o verdadeiro caráter de uma pessoa é algo esperado. Só os tolos não pensam ou aguardam por isso! Eu aprecio o fogo ardendo e os ratos correndo. 


Marcante maio, 2015