Fotografia, Suzana Guimarães

domingo, 14 de agosto de 2016

Quando a pessoa está viva e você pensa nela, tudo em volta está habitado. Quando ela morre, o habitado passa a ser um vácuo ou um espaço de única cor, e a sensação é de dor. 

Dói alguma coisa dentro e pendura uma lágrima.


Dia dos pais, 2016.