Fotografia, Suzana Guimarães

quarta-feira, 16 de setembro de 2015


Sábado passado, fui babá por algumas horas de um bebê. Fiquei pensando, "Como é leve, como é fácil!". Sem desmerecer as babás profissionais, claro, é tudo muito simples porque os números dos telefones dos pais estavam escritos em um pedaço de papel em cima da mesa de centro da sala. Eu nunca tive esses números, tive anjos ajudantes e tive Deus que não usa telefone.

Palavras de uma mãe levemente exausta.